Lago Chade: prestando assistência no epicentro da violência

Koulkime, na região do Lago Chade, no Chade, abriga cerca de 1.800 deslocados que fugiram de ataques perpetrados pelo grupo Boko Haram e de ofensivas lideradas pelo exército chadiano. Na galeria de fotos, você confere a atuação de Médicos Sem Fronteiras junto ao Ministério da Saúde local para oferecer serviços vitais, como cuidados de saúde primária, assistência psicológica, tratamento para feridos e vítimas da violência, entre outros. Confira! (Fotos: Sylvain Cherkaoui/Cosmos for MSF)

Partilhar
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on print