MSF celebra 50 anos de humanidade com evento em Lisboa a 18 de dezembro

Mostra do documentário que aborda os grandes marcos históricos e os desafios futuros da organização médico-humanitária

Evento_MSF_50_anos

A organização internacional médico-humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF) comemora, em 2021, 50 anos de trabalho na prestação de assistência e cuidados em contextos de conflito armado, de catástrofes naturais, de epidemias e de exclusão no acesso à saúde.

Para celebrar este aniversário, em Portugal a organização realiza um evento público e de entrada gratuita no próximo sábado, 18 de dezembro, em Lisboa, no qual exibirá o documentário “50 ANOS DE HUMANIDADE”, que passa em revista os grandes marcos históricos e aborda os desafios futuros da organização.

O evento conta também com a apresentação ao vivo da música “Nu ten ke previni” que foi composta por um grupo de artistas portugueses das comunidades de ascêndencia africana e cigana, no âmbito do projecto da MSF de resposta de emergência à COVID-19 em Portugal, entre março e julho deste ano, com uma abordagem centrada na promoção de saúde comunitária em bairros vulneráveis na região de Lisboa e Vale do Tejo. Esta música foi nessa altura também produzida em vídeo.

em 2020, e num total de 88 países, a MSF providenciou mais de 9,9 milhões de consultas ambulatórias e admitiu 877 300 pessoas nos seus programas de internamento hospitalar, tendo ainda tratado 2,69 milhões de casos de malária e administrado mais de 1 milhão de vacinas contra o sarampo em respostas a surtos da doença, de entre centenas de outros projetos e atividades em todo o mundo.
No terreno e junto das populações e comunidades mais vulneráveis e necessitadas de assistência médico-humanitária, as equipas da MSF são formadas por profissionais de várias atividades que trabalham em programas regulares e de resposta a emergências.

O evento de celebração do 50º aniversário da MSF (data oficial de fundação a 22 de dezembro) realiza-se no próximo sábado, 18 de dezembro, a partir das 15h30, na Biblioteca Orlando Ribeiro – Estrada de Telheiras, 146, Lisboa.

A entrada é aberta ao público e gratuita, mas com lotação limitada, sendo por isso necessária inscrição prévia. É também solicitada a apresentação do Certificado Digital de Vacinação COVID-19 da UE.

Partilhar
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on print

Relacionados